Vestes originais da Irmã Dulce são expostas pela primeira vez em Salvador

Até o dia 7 de agosto o Memorial Irmã Dulce em Salvador expõe pela primeira vez, a relíquia mais importante da freira baiana, as vestes originais utilizadas no sepultamento da Mãe dos Podres. A exposição, que faz parte das homenagens aos cinco anos da cerimônia que beatificou a religiosa, está aberta à visitação pública de terça a domingo, das 10h às 17h.

irm“São as roupas que ela usava quando foi sepultada em 1992. Entre as peças, dispostas na mesma posição em que estava o corpo, estão o véu, o hábito oficial, o escapulário azul que é o símbolo de sua congregação (Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus) e as meias, além do medalhão que ela sempre usou”, explica Osvaldo Gouveia, assessor de Memória e Cultura das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID).

Intitulada ‘Cinco anos de Beatificação… A caminho da Canonização’, a exposição, segundo Osvaldo, chama a atenção também pelo impressionante estado de conservação da roupa: “Depois de tantos anos, as vestes não se degradaram. Foram quase duas décadas desde o sepultamento até a retirada das peças, em 2010, por conta da exumação e trasladação do corpo”. Outro aspecto curioso é a presença de características que assemelham as vestimentas com o conhecido Santo Sudário ou o Sudário de Turim. “No caso das vestes de Irmã Dulce, é como se fosse uma impressão do corpo dela sobre o tecido. Por exemplo, o local onde ficavam as pernas dela, está marcado no hábito”, comenta Osvaldo.

A mostra é promovida pela Assessoria de Memória e Cultura da entidade e conta também com outras peças em exibição, como o tecido que envolveu o caixão; fragmentos do terço que foram encontrados também no caixão, além de imagens da época do sepultamento e textos de frei Vandeí Santana, reitor do Santuário da Bem-Aventurada, e de frei Mário Erky, capelão das Obras Sociais, abordando a importância das relíquias.

Irmã Dulce morreu no dia 13 de março de 1992, aos 77 anos, no Convento Santo Antônio, situado no bairro de Roma. Ela foi beatificada no dia 22 de maio de 2011. Irmã Dulce está atualmente em processo de canonização, etapa em que é necessária a aprovação de um novo milagre atribuído à intercessão do beato.

A12

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: