Não andeis com vãs preocupações (Lc 12,29)

bem-aventurançasAtualmente é difícil encontrar pessoas que não estejam envoltas com algum tipo de preocupação, seja no trabalho, nos estudos, nos afazeres domésticos, nos cuidados com os filhos e a família, nas situações com a saúde, enfim… Todos estão se ocupando com algum tipo de problema, ocupados antecipadamente, sofrendo, em muitos casos, antes da hora. Esse costume sempre fez parte da vida do homem que, muitas vezes, quando não sabia o que fazer afligia-se, angustiava-se em busca de soluções, mas sempre procuravam o socorro no Senhor. Antigamente as pessoas tinham muito mais motivos para preocuparem-se, pois a instabilidade da vida era bem maior, sem garantias de benefícios, poupanças, investimentos… No entanto, o povo de Deus agia de modo diferente, confiando nos cuidados de Deus.

“Bom é esperar em silêncio o socorro do Senhor”. (Lm 3, 26)

E assim Deus agia, socorrendo os seus eleitos, conforme narra o Antigo Testamento. Já no Novo Testamento, o povo continuou vendo esse cuidado de Deus através da manifestação de Jesus, que veio nos trazer a salvação, mas também desafiar a fé de seu povo, pois era preciso acreditar mais ainda. Jesus, percebendo a inquietação das pessoas, os adverte:

“Jesus voltou-se então para seus discípulos: Portanto vos digo: não andeis preocupados com a vossa vida, pelo que haveis de comer; nem com o vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Considerai os corvos: eles não semeiam, nem ceifam, nem têm despensa, nem celeiro; entretanto, Deus os sustenta. Quanto mais valeis vós do que eles? Se vós, pois, não podeis fazer nem as mínimas coisas, por que estais preocupados com as outras? Considerai os lírios, como crescem; não fiam, nem tecem. Contudo, digo-vos: nem Salomão em toda a sua glória jamais se vestiu como um deles. Se Deus, portanto, veste assim a erva que hoje está no campo e amanhã se lança ao fogo, quanto mais a vós, homens de fé pequenina! Não vos inquieteis com o que haveis de comer ou beber; e não andeis com vãs preocupações. Porque os homens do mundo é que se preocupam com todas estas coisas. Mas vosso Pai bem sabe que precisais de tudo isso. Buscai antes o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas por acréscimo’. (Lc 12, 22; 24-31)

Jesus fez um alerta aos seus discípulos – eles estavam se preocupando com muitas coisas e isso não tinha serventia, pois suas preocupações não eram capazes de resolver nada. No entanto, o Mestre aponta um caminho, a simplicidade dos corvos e a beleza dos lírios, que podiam desfrutar livremente dos cuidados de Deus. Jesus lembrou ainda – Deus sabe das nossas necessidades e o conselho D´Ele para nós é ‘cuidar de seu Reino’, ou seja, se Ele cuida de nós, cuidemos das coisas de Deus, que se resumem nos dois grandes mandamentos: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo.

Peçamos ao Senhor a graça de confiar inteiramente na sua misericórdia, para que possamos nos tornar servos cada vez mais fieis!

Macileide Passos Alves

(Missionária – Comunidade Mãe Imaculada)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: