Os Sacramentos

Para nos transmitir a graça, e fazermos alcançar o caminho da salvação, Jesus instituiu sete cerimônias sagradas, que são: Batismo, Crisma, Eucaristia, Confissão, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio.

Os Sete SacramentosO Sacramento é um sinal sensível, instituído por nosso Senhor Jesus Cristo para nos dar a graça santificante e as graças de cada Sacramento, e realizado durante uma cerimônia da Igreja Católica.

 O sinal sensível do Sacramento é o que pode ser percebido, é o que nós podemos ver, ouvir, cheirar, segurar, perceber o gosto. Todos os Sacramentos tem uma parte sensível porque podemos vê-los e ouvi-los. Por exemplo, quando vemos a água derramada na cabeça da criança, na Igreja, sabemos que se trata de um Batismo, esta parte visível indica que se realizou uma parte invisível: a graça.

 Já a graça santificante é o que no Sacramento, não pode ser percebido, é a sua parte invisível, espiritual e portanto a parte mais importante. É a presença de Deus na nossa alma. No caso do Batismo, aquele sinal sensível que nós vemos (a água e as palavras do  Batismo) mostra que a alma ficou limpa do pecado original (essa é a graça do Batismo).

 Os Sacramentos têm o poder de nos conferir a graça pela força própria que eles têm, a força dos Sacramentos vem do próprio Cristo que os institui e realizou cada um deles pela primeira vez, dando também aos Apóstolos o poder de continuar a realizá-los. As cerimônias sagradas realizadas pela Igreja de Cristo nos confere um selo indelével (permanente), e portanto, o cristão o recebe apenas uma vez na vida.

 Os Sacramentos são assim classificados: Sacramentos da iniciação cristã (Batismo, Crisma e Eucaristia), esses são os alicerces de toda a vida cristã; sendo o Batismo o nascimento para a vida cristã, o Crisma o crescimento na vida cristã e a Eucaristia o sustento para nos mantermos firmes no caminho da fé. Sacramentos de cura (Confissão e Unção dos Enfermos), por meio deles Jesus quis que a Igreja continuasse, com a força do Espírito Santo, a sua obra de cura e de salvação, mesmo para com os seus próprios membros; e Sacramentos ao serviço da comunhão (Ordem e o Matrimônio), que contribuem para a salvação pessoal e servem a edificação do povo de Deus.

 A Igreja nos afirma que os Sacramentos são necessários para a nossa salvação. A “graça sacramental” é a graça do Espírito Santo dada por Cristo, por meio desta graça o Espírito cura e transforma os que o recebem.

 Precisamos ter consciência da importância e do significado dos Sacramentos, pois são “forças que saem do corpo de Cristo, (“Todo o povo procurava tocá-lo, pois saía dele uma força que curava a todos.” Lc 6,19); são ações do Espírito Santo operante no corpo de Cristo que é a Igreja. Por isso devemos receber os Sacramentos sempre dignamente, pois neles estão presentes a graça e o poder de nosso Senhor Jesus Cristo.

 Jesus Cisto quis por meio dos Sacramentos que toda a igreja fosse beneficiada, o fruto da graça sacramental é ao mesmo tempo pessoal e eclesial; pois este fruto é para cada fiel uma vida para Deus em Cristo Jesus; por outro, é para a Igreja crescimento na caridade e em sua missão de testemunho.

 Maria Betania A. Tavares

 Membra Comprometida – Comunidade Mãe Imaculada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: