Mais de 1 milhão de crianças assinam um chamado à paz na Síria

Crianças cristãs e muçulmanas fazendo desenhos pela paz em Alepo / Foto: Ajuda à Igreja que Sofre

Crianças cristãs e muçulmanas fazendo desenhos pela paz em Alepo / Foto: Ajuda à Igreja que Sofre

Nesta semana, as crianças em mais de 2.000 escolas na Síria participam da confecção de desenhos sobre a paz e mensagens dirigidas aos responsáveis políticos da União Europeia e das Nações Unidas sob o lema “Paz para as crianças da Síria”. Além disso, mais de um milhão de crianças assinaram um pedido.

Este chamado à paz é uma campanha conjunta de cristãos católicos e ortodoxos na Síria, a qual todas as comunidades religiosas estão chamadas a participar.

Crianças de todas as denominações cristãs em Damasco, Homs, Yabroud, Alepo, Marmarita e Tartus fixaram o dia 7 de outubro como um dia de ação conjunta pela paz, para expressar seu desejo de paz através de canções, danças, peças de teatro, orações e outras atividades. Em Aleppo, algumas crianças também compartilharam suas experiências pessoais.

A Irmã Annie Demerjian, uma das organizadoras locais do evento, assinalou que “quando uma criança fala sobre a perda de seu pai, por exemplo, rezaremos por todas as crianças que perderam os pais ou irmãos”.

A cerimônia principal aconteceu em Damasco e contou com a presença de grupos de 50 a 70 crianças de cada um dos maiores centros da Síria.

As crianças sírias em idade escolar – entre elas muitas são muçulmanas – estão escrevendo mensagens para a comunidade global em balões brancos. Entre as mensagens estão: “Queremos paz!”, “Nos devolva nossa infância!”, “Não queremos mais guerra” e “Nós queremos ir à escola”.

Milhares de crianças foram mortas durante a guerra na Síria. Segundo dados do Oxford Research Group, mais de 11.500 crianças morreram somente nos dois primeiros anos do conflito.

A metade dos 11,4 milhões de sírios refugiados – internamente ou fora do país – são menores de idade. Mais de 2,1 milhões de crianças sírias não podem ir à escola por causa da guerra e muitas delas sofreram graves traumas.

As crianças são as vítimas mais frequentes dos efeitos diretos da guerra, dos abusos, das torturas e da exploração sexual.

A campanha pela paz é uma iniciativa da Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (ACN), que desde o início do conflito em março de 2011, tem apoiado ativamente as vítimas da guerra, provendo ajuda financeira, em especial para as famílias que perderam suas casas, forçadas a fugir para dentro do próprio país ou para o exterior.

O apoio dado pela ACN prioriza necessidades imediatas para a sobrevivência, em especial das crianças e dos bebês.

Uma parte da ajuda financeira é usado para prover acomodações para as famílias com muitas crianças, para fornecer alimentação e remédio essenciais, como também leite especial para recém-nascidos, fraldas, agasalhos, combustível e eletricidade.

A ajuda também está destinada a garantir o direito das crianças frequentarem a escola e é dada diretamente para as famílias necessitadas, independente da sua religião, através dos bispos católicos e estruturas da Igreja local.

Desde 2011, foram entregues 15 milhões de dólares em subvenções para diversos projetos na Síria.

Acidigital

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: