Cristo Redentor: 85 anos de história na nossa história

cristo-redentorO Cristo Redentor completou 85 anos neste 12 de outubro. E como o Monumento — alvo de tão grande amor popular e incorporado à paisagem carioca ao ponto de se tornar o mais importante ícone da Cidade Maravilhosa para o turismo mundial — merece homenagens, a Arquidiocese do Rio de Janeiro preparou uma programação religiosa e cultural para a festa em atenção à data.

— É lindo perceber que o Monumento é, hoje, um símbolo dos sentimentos de fé dos brasileiros natos e dos de coração. Ele também une pessoas de todas as nacionalidades, que acreditam na força da bondade e do amor para a construção de um mundo melhor. Por tudo isso, o Cristo Redentor, que faz parte não apenas do cenário carioca, mas da história de todos nós, merece ser celebrado, destaca o reitor do Santuário, Padre Omar Raposo.

A história do Cristo Redentor teve início com a ideia da construção do Monumento, em 1921, quando a Arquidiocese do Rio de Janeiro promoveu um concurso para a escolha do melhor projeto, em comemoração ao centenário da Independência do Brasil no ano seguinte. O vencedor foi o engenheiro e arquiteto carioca Heitor da Silva Costa, que contou com os talentos do pintor Carlos Oswald e do escultor Paul Landowski, para o desenho e a execução finais da obra. Mas a história popular de amor pelo Monumento teve início com a sua construção, iniciada em 1926, quando todo o povo brasileiro se mobilizou com doações para erguê-lo.

Pronto, o Cristo Redentor se tornou uma maravilha da arquitetura, já que, com 30 metros de altura, ganhou expressividade única! O trabalho minucioso comportou revestimento formado por pedra-sabão, com cada peça fixada com cola em pedaços de pano, que, em seguida, foram presos com argamassa e rejuntados, formando um mosaico. A obra, que deixa ver não só os traços do rosto e da vestimenta, mas também um coração em alto-relevo, se tornou merecedora da devoção popular também pela riqueza de detalhes religiosos: o Monumento, que além de um ponto turístico é também Santuário, representa uma cruz e, ao mesmo tempo, o Cristo Ressuscitado, de braços abertos, com seu singelo coração, que simboliza o amor de Deus.

Sua inauguração, em 12 de outubro de 1931 – Dia da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, a quem a capela aos pés do Monumento é dedicada —, foi comemorada, neste ano, com a tradicional Vigília da Juventude, durante a madrugada, com a benção do arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Dom Orani João Tempesta, ao amanhecer, seguida do concerto da Orquestra Sibélius e Coro Preto, com suas 85 vozes sul-americanas, e da Missa em ação de graças, presidida pelo reitor do Santuário.

 Assessoria de Comunicação do Cristo Redentor

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: