Papa Francisco: É tempo de coragem e de proclamar o amor de Deus!

Papa no Ângelus. Foto: L’Osservatore Romano

O Papa Francisco presidiu a Oração do Ângelus neste domingo diante de 50.000 pessoas e falou a respeito da segunda leitura de São Paulo a Timóteo e sobre a necessidade de ser missionários da evangelização hoje, no Dia Mundial das Missões.

“Nesta narração autobiográfica de São Paulo se espelha a Igreja, especialmente hoje, Dia em que se celebra o Dia Mundial das Missões, cujo tema este ano é ‘Igreja missionária, testemunha de misericórdia’” explicou o Papa. “A comunidade cristã encontra o seu modelo na convicção de que é a presença do Senhor a tornar eficaz o trabalho apostólico e a obra de evangelização”.

“A experiência do Apóstolo dos gentios nos recorda que devemos nos empenhar nas nossas atividades pastorais e missionárias, por um lado, como se o resultado dependesse dos nossos esforços, mediante o espírito de sacrifício do atleta que não se desencoraja nos momentos das derrotas; por outro lado, sabendo que o verdadeiro sucesso da nossa missão é o dom da Graça: ‘é o Espírito Santo que torna eficaz a missão da Igreja no mundo”, disse o Santo Padre. Francisco disse: “É tempo de coragem (…) para anunciar, não necessariamente para converter”. “Coragem para dar força aos passos vacilantes, para retomar o gosto de gastar-se pelo Evangelho, de readquirir confiança na força que a missão transporta consigo”.

O Papa esclareceu: “É preciso ter coragem, é preciso acreditar, sem que isso seja ‘garantia de sucesso’, e lutar, não necessariamente para vencer; para anunciar, não necessariamente para converter”. Nesse sentido, o Pontífice exortou: “É preciso coragem para ser alternativas para o mundo, sem nunca nos tornarmos polêmicos ou agressivos”. “É preciso coragem para nos abrir a todos, sem nunca diminuir o caráter absoluto e a unidade de Cristo, único salvador de todos; é preciso coragem para resistir à incredulidade, sem nos tornarmos arrogantes”, disse o Papa.

Ao concluir, o Papa pediu: “Que a Virgem Maria, modelo da Igreja ‘em saída’ e dócil ao Espírito Santo, nos ajude a ser todos, em função do nosso Batismo, discípulos missionários, para levarmos a mensagem de salvação a toda a família humana”. Depois de rezar, o Santo Padre saudou a comunidade de peruanos vivem em Roma que usavam uma imagem do Senhor dos Milagres. “Dirijo um pensamento especial para a comunidade peruana de Roma, aqui reunidos com a sagrada imagem do Senhor dos Milagres”.

Acidigital

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: