Halloween e Satanismo

Algo que precisamos refletir…

O Halloween é uma festa comum nos Estados Unidos e na Europa e é celebrada no dia 31 de Outubro, de origem pagã. A comemoração veio dos antigos Celtas, um povo que habitava a Grã-Bretanha (Inglaterra, Escócia, Irlanda) a mais de 2000 anos atrás, vindos da Ásia.

Os Celtas realizavam a colheita nessa época do ano, e, segundo um antigo ritual de sua religião “druida”, os espíritos das pessoas mortas voltariam à Terra durante a noite, no último dia do ano, que para eles era o dia 31 de outubro e queriam, entre outras coisas, se alimentar e assustar as pessoas. Acreditavam também no aparecimento das bruxas, mulheres que tinham vida sexual com demônios e que faziam muito mal ás pessoas, ao gado, às plantações, etc.

Com isso, os celtas costumavam se vestir com máscaras assustadoras para afastar estes espíritos e as bruxas. Esse episódio era conhecido como o “Samhaim”. Com o passar do tempo, os cristãos chegaram à Grã-Bretanha, converteram os celtas, especialmente com o trabalho de São Patrício no século IV e São Columbano no século VI.

Com isso, a Igreja Católica transformou este ritual pagão, em uma festa religiosa. Ela passou a ser celebrada nesta mesma época e, ao invés de honrar espíritos e forças ocultas e as bruxas, o povo recém catequizado, deveria honrar os Santos, daí veio o “All Hallows Day”: o “Dia de Todos os Santos”.

Mas, a tradição entre estes povos continuou, e além de celebrarem o Dia de Todos os Santos, eles celebravam também a noite da véspera do Dia de Todos os Santos com as máscaras assustadoras e com comida. A noite era chamada de “All Hallows Evening”, abreviando-se, veio o Halloween.

Na festa do Halloween deste ano (31/10/2015), na cidade “Old Town Spring”, nos Estados Unidos, situada a 25 milhas ao norte de Houston (Texas), foi inaugurada a “Igreja Maior de Lúcifer” (Greater Church of Lucifer). A organização publicou em seu site a abertura do “primeiro edifício na história da igreja que estará aberto ao público”.

Nos Estados Unidos existe uma corrente muito forte que pretende dar ao satanismo e às suas diversas manifestações uma voz em praça pública. A abertura desta “igreja” é consequência de uma sociedade neopagã, que deseja ser “espiritual”, mas não religiosa, pessoas que se consideram livre-pensadoras, e que não aceitam submeter nem mesmo a Deus e às suas Leis. O objetivo da Igreja de Lúcifer é criar “uma nova era para o progresso da humanidade, sem escravidão do pensamento dogmático; somos deuses e deusas da nossa própria vida”, disse o líder mundial da Igreja de Lúcifer, Jacob No. A igreja Maior de Lúcifer convida a esta ideologia de viver sem nenhuma autoridade, lei ou norma; isto é, anarquia.

É exatamente o que dizia Dostoievski: “se Deus não existe, então eu sou deus. Se Deus não existe tudo é permitido”. “Um templo ao mais elevado ego próprio”, diz o convite à abertura da igreja. A Igreja de Lúcifer insiste em afirmar que não é uma religião em si, mas somente um grupo de almas semelhantes que buscam ser deusas do seu mundo carnal e espiritual. Um caminho de autoadoração, que pretende criar deuses em todas e cada uma das pessoas.

É o homem ocupando o lugar de Deus, impulsionado por Satanás. É a reprise do pecado original, que se repete em todos os tempos. “Não há Papa ou autoridade sobre nós; somos os capitães das nossas almas”, diz o site da igreja.

O que está subjacente a tudo isso é o desejo de acabar com todas as religiões – que é o caminho para Deus – especialmente o catolicismo. No entanto, esta “igreja” satânica, torna-se uma nova forma de religião, com veneração aos demônios, com abertura a todo tipo de libertinagem, depravação sexual, aborto, etc…

O fato desta “Igreja Maior de Lúcifer” ser inaugurada exatamente na festa de Halloween, deixa muito claro o que significa esta festa. Algo que nada tem de cristão, ao contrário, voltada para o inimigo de Deus, e que os católicos não podem participar e nem permitir que seus filhos participem, mesmo de encenações que queiram dizer que se trata apenas de folclore. O demônio sabe usar o folclore voltado para ele.

Segundo o testemunho de algumas pessoas que praticaram o satanismo e se converteram ao cristianismo, o Halloween é considerada a festa mais importante para os cultos demoníacos, porque se inicia o novo ano satânico e é como uma espécie de “aniversário do diabo”. E nesta data certos grupos satânicos sacrificam os jovens e especialmente as crianças, pois são os preferidos de Deus.

Vale a pena recordar o que o Papa Francisco advertiu em abril de 2014:

“O que o demônio faz para afastar-nos do caminho de Jesus? A tentação começa de forma sutil, mas cresce: sempre cresce. Esta cresce e contagia o outro, é transmitida e tenta ser comunitária. E, finalmente, para tranquilizar a alma, justifica-se. Cresce, contagia e se justifica”, (www.acidigital.com., 16 Out. 15)

Fonte:http://pt.aleteia.org/2015/10/16/eua-na-noite-de-halloween-sera-inaugurada-a-igreja-maior-de-lucifer/

Prof.Felipe Aquino

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: