Jubileu: o fechamento das Portas Santas nas Basílicas papais

0911jubNo domingo, 20 de novembro, solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, o Papa Francisco presidirá, às 10h locais, na Basílica de São Pedro, à missa de conclusão do Ano Santo da Misericórdia.

As Portas Santas de todas as dioceses do mundo serão fechadas na semana precedente. Em Roma, o rito será celebrado no sábado, 12 de novembro, às 11h locais, no Albergue “Don Luigi Di Liegro”, e às 18h, no “Santuário Nossa Senhora do Amor Divino em Castel di Leva”.

No domingo, 13 de novembro, nas outras três basílicas papais. Os legados pontifícios para o fechamento das Portas Santas em São Paulo Fora dos Muros e Santa Maria Maior, cujo rito será celebrado pelos respectivos arciprestes: o Cardeal James Michael Harvey, que às 17h locais celebrará a missa e presidirá ao rito em São Paulo Fora dos Muros, e o Cardeal Santos Abril y Castelló, às 18h, em Santa Maria Maior.

No que diz respeito à Basílica de São João de Latrão – Catedral de Roma -, a missa e o rito de fechamento serão presididos, às 17h30 locais do domingo, dia 13, pelo cardeal vigário Agostino Vallini.

A cerimônia prevê o fechamento do batente da Porta Santa, já a reposição da coiceira será feita posteriormente: na parede, na parte interna da nave, a ser depois coberta por uma lápide, será murada a ‘capsa’, a caixa de zinco contendo a notificação de fechamento da Porta, a chave e, segundo a tradição, algumas medalhas e moedas do ano corrente.

Será também o vigário do Papa para a Diocese de Roma, Cardeal Agostino Vallini, quem presidirá, no sábado, dia 12, à missa de conclusão do Jubileu no Albergue da Caritas diocesana e no Santuário do Amor Divino.

No que tange à Porta Santa da Caridade do Albergue “Don Luigi Di Liegro”, próximo da Termini, estação ferroviária da capital, a liturgia terá início às 11h locais, com a participação dos assistidos pelo centro caritativo, de voluntários e dos agentes de todos os centros de acolhimento da Caritas Roma.

Aberta em 18 de dezembro de 2015 pelo Papa Francisco – a primeira na história dos Jubileus não sendo de basílicas, catedrais ou igrejas –, a Porta Santa da Caridade encontra-se na entrada principal do refeitório, tendo acima um mosaico realizado pelo jesuíta Pe. Marko Ivan Rupnik, representando o ícone do Ano Santo da Misericórdia.

Durante estes 11 meses, mais de 12 mil peregrinos a atravessaram após ter rezado e realizado um serviço de voluntariado: pessoas provenientes não somente de paróquias, associações e movimentos eclesiais, mas também de Igrejas distantes como Cingapura, Índia, Taiwan, EUA, Chile, Peru, Canadá, Bolívia, Geórgia, França, Grã-Bretanha e Suíça.

Ainda no sábado, às 18h locais, o Cardeal Vallini presidirá à missa na paróquia “Santuário de Nossa Senhora do Amor Divino em Castel di Leva”.

News.va

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: