Papa permite que padres continuem absolvendo pecado do aborto

Permissão foi concedida no Ano da Misericórdia, mas Francisco resolveu estendê-la por tempo indefinido

Papa permite que padres continuem absolvendo pecado do aborto 21.11.16.png

O Papa Francisco concede a todos os sacerdotes a faculdade de absolver o pecado do aborto por tempo indefinido, segundo anunciou na Carta Apostólica “Misericordia et misera”, divulgada na segunda-feira (21) no Vaticano.

De acordo com o direito canônico, até então apenas bispos e alguns sacerdotes autorizados por eles tinham a faculdade de perdoar este pecado devido à sua gravidade, já que implica acabar com a vida do ser humano mais inocente e indefeso: o nascituro.

O Santo Padre já havia concedido esta permissão aos sacerdotes durante todo o Ano Jubilar da Misericórdia, que terminou ontem, mas resolveu estendê-la por tempo indeterminado.

A concessão do Pontífice se encontra no parágrafo 12 da carta apostólica: “Aquilo que eu concedera de forma limitada ao período jubilar fica agora alargado no tempo, não obstante qualquer disposição em contrário”.

No documento, Francisco reafirma a gravidade deste pecado. “Quero reiterar com todas as minhas forças que o aborto é um grave pecado, porque põe fim a uma vida inocente”, afirma.

Contudo, o Santo Padre enfatiza que a misericórdia de Deus pode alcançar todos que, arrependidos, desejam se reconciliar com Ele.

“Mas, com igual força, posso e devo afirmar que não existe algum pecado que a misericórdia de Deus não possa alcançar e destruir, quando encontra um coração arrependido que pede para se reconciliar com o Pai. Portanto, cada sacerdote faça-se guia, apoio e conforto no acompanhamento dos penitentes neste caminho de especial reconciliação”.

Na Carta Apostólica “Misericordia et misera”, Francisco quer recordar que a Igreja não pode esquecer esta atitude do cristão que se tornou mais evidente do que nunca durante o Ano Santo.

“A misericórdia não se pode reduzir a um parêntese na vida da Igreja, mas constitui a sua própria existência, que torna visível e palpável a verdade profunda do Evangelho. Tudo se revela na misericórdia; tudo se compendia no amor misericordioso do Pai”, afirma no começo do documento.

Canção Nova

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: