Não ir à missa na noite de Natal é pecado?

Celebração de Natal no Santuário de Aparecida – Fotos: Thiago Leon
Foto de: Thiago Leon

“Fazer a escolha em não participar da Missa de Natal unicamente por querer viver outra coisa neste dia, tira todo significado que o Natal traz, pois a primeira ceia é com Jesus”.

A Celebração Eucarística é o memorial da presença do Senhor Ressuscitado na vida da comunidade. A Eucaristia é a fonte e o ápice da vida cristã (LG 11). Na última ceia, antes de entregar sua vida no altar da cruz, Jesus quis fazer de si mesmo um dom de amor, se fez alimento no pão e o no vinho, “quem come o meu corpo e bebe o meu sangue, permanece em mim, e eu nele” (Jo 6,56).

Missa de Natal no Santuário Nacional

Na missa nos reunimos ao redor da Mesa da Palavra e da Mesa Eucarística para fazer memória desta entrega de Jesus e para que, comungando de sua vida, também possamos participar de sua missão. Na missa temos a presença sacramental do Senhor, e em torno da pessoa de Jesus nos reunimos em comunidade para também crescer na vivência do amor e na comunhão fraterna.

Toda Missa é celebração do Mistério Pascal de Jesus. Em cada eucaristia rezamos o mistério da sua cruz, morte e ressurreição. A Missa dominical ocupa um lugar de destaque na vida litúrgica da Igreja, pois o domingo é por excelência a páscoa continuada na vida dos cristãos. O Domingo, dia do Senhor, é o tempo especial da comunidade de fé se reunir para celebrar o mistério da vida de Jesus, que continua acontecendo na vida de todos que creem em sua Palavra e procuram viver o seu mandamento de amor.

Também há datas especiais e importantes no calendário litúrgico, cuja solenidade nos ajuda a rezar melhor o mistério da presença do Cristo Salvador, o Deus que se encarnou e veio morar no meio de nós. A Liturgia, mãe de todas as liturgias, é a Vigília Pascal, onde proclamamos o coração da nossa fé: A Ressurreição de Jesus. Todas as demais celebrações da Igreja continuam o mistério da fé celebrado na Páscoa.

“A Missa do Natal celebra o profundo mistério de amor do Deus que se fez humano para nos tornar divinos”

 

O mistério da encarnação de Jesus também é elemento fundamental da nossa fé Cristã. A Missa do Natal celebra o profundo mistério de amor do Deus que se fez humano para nos tornar divinos. Participar da Missa do Natal nos coloca neste mistério do Deus que tanto nos amou que enviou o seu Filho para nos salvar (Jo 3,16).

Ir à missa nunca deve ser mera obrigação formal, mas sim uma resposta de amor ao Deus que nos amou primeiro. Ir por aparência não vai significar nada. Devemos redescobrir a importância sagrada da Eucaristia na noite de Natal, em celebrar o Cristo, a Palavra eterna do Pai que se fez carne e que, na Eucaristia, continua se entregando por amor a todos nós. Ir somente por pensar que seja pecado faltar pode tirar a atitude fundamental da gratuidade do amor que deve ser a motivação primeira para buscar o Senhor.

O Natal é a celebração de Jesus que deseja mais uma vez nascer entre nós. Fazer a escolha em não participar da Missa de Natal unicamente por querer viver outra coisa neste dia, tira todo significado que o Natal traz, pois a primeira ceia é com Jesus. O Menino-Deus acolhido no altar é que dará sentido sagrado a ceia em família. Sem acolher verdadeiramente o Cristo, Deus-amor encarnado, nossa ceia de natal poderá ficar apenas no sabor dos pratos. E natal tem que ser a celebração do amor de Deus que transforma a nossa vida.

A12

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: