Gerações que proclamam Maria Bem-Aventurada!

a-anunciacao-do-anjo-a-mariaA devoção a Nossa Senhora – Mãe de Jesus é por muitas vezes questionada e mal entendida por muitas pessoas. Há uma confusão que faz muitas pessoas pensarem que os católicos ‘adoram’ Maria. Primeiro é necessário esclarecer que adorar é um impulso do coração, é colocar alguém no lugar de Deus. Adorar é reconhecer a grandiosidade de Deus. Aos santos podemos fazer memória através do culto da veneração, que é um culto de honra e reconhecimento de suas virtudes. A Igreja Católica jamais colocou santo nenhum no lugar de Deus. Trata-se de cultos diferentes.

No entanto, parece existir entre algumas pessoas uma espécie de ‘cultura anti-mariana’, onde conseva-se  certo desprezo pela mãe de Jesus. Ora, Maria foi exaltada na bíblia como nenhuma outra mulher. Quando o anjo vai ao seu encontro profere palavras de engrandecimento

Entrando, o anjo disse-lhe: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo (Lc 1, 28).

Observemos que não era necessário que o anjo prestasse-lhe uma saudação honrosa, isso não fazia parte da sua missão, mas o anjo proclama a grande graça de Maria e somente depois anuncia a mensagem do Senhor.

O anjo disse-lhe: Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus..(Lc 1, 31)

O que o anjo anunciou à Maria não foi uma missão simples, mas algo que jamais havia ocorrido na história da humanidade e uma jovem entre milhares e milhares foi escolhida. O seu “sim” foi o início do projeto salvífico do Pai. Muitos de nós dizemos “não” a coisas muito mais simples, mas a coragem e a confiança de Maria foram grandes exemplos de santidade. Uma pessoa qualquer, como alguns querem afirmar, não pode ter uma atitude tão firme. Naquela época, uma gravidez sem a segurança de um casamento era praticamente uma sentença de morte, as mulheres em tão condição eram apedrejadas. Entretanto, a resposta daquela humilde jovem foi:

Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra. (LC 1, 38)

Maria confiou em seu Deus e Ele não a desamparou. Sua parenta – Isabel, cheia do Espírito Santo também presta-lhe uma honra especial:

Ora, apenas Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança estremeceu no seu seio; e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. E exclamou em alta voz: Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre (Lc 1, 41-42).

Observemos que as palavras não foram de Isabel, mas do Espírito Santo…

E Maria, exultando de alegria proclama:

“Minha alma glorifica ao Senhor, meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador,  porque olhou para sua pobre serva. Por isto, desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações”. (Lc 1, 47-48)

A devoção mariana tem origem bíblica, quando exaltamos Maria estamos cumprindo a Palavra de Deus. O anjo Gabriel já sabia disso, por isso foi o primeiro a proclamar Maria como uma pessoa Bem Aventurada e cheia da graça de Deus. Se a devoção especial que nós católicos temos por Nossa Senhora não fosse do agrado de Deus já teria caído no esquecimento há muito tempo, mas do contrário ela persiste e torna-se cada vez mais forte e nós somos mais uma geração que a ‘proclama Bem Aventurada’, outras gerações fizeram isso e continuarão a fazer. Não reconhecer a grande graça de Maria é colocar de lado a Palavra do Senhor.

Não há mal algum em amar Maria, pois ela é a mãe de Jesus, foi a pessoa que mais conviveu com Ele, muitas pessoas aprenderam com Jesus, mas Ele aprendeu com sua mãe. Ela ensinou ao Filho os valores que Ele devia cultivar, ensinou-o a andar, falar e comunicar-se, dando ao Filho a estrutura familiar que Ele precisava para desempenhar bem sua missão. Uma pessoa mal resolvida em sua família não consegue dar bons frutos no meio em que vive, mas Jesus é o Santo dos Santos. No entanto, Ele não seria o mesmo sem a ajuda de uma mãe terna e amorosa.

A mãe do meu Senhor não podia ser uma qualquer, mas sim a serva especial do Senhor, Filha predileta do Pai, Mãe Admirável e Imaculada do Filho, esposa do Espírito Santo.

Não tenhamos medo ou vergonha de honrar Nossa Senhora, pois ela é cheia de graça e bendita e, portanto digna de nosso amor e respeito. Mãe Imaculada, rogai por nós!

Macileide Passos Alves

(Missionária – Comunidade Mãe Imaculada)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: