Campanha da Fraternidade: Cultivar e cuidar da criação

Desde o ano de 1964, a Igreja no Brasil, realiza todos os anos a Campanha da Fraternidade, que tem início na Quaresma e desenvolve-se mais intensivamente nesta época, mas pode ser vivenciada durante todo o ano. Na campanha um tema é proposto com a intenção de levar as pessoas a refletirem e debaterem sobre o assunto, a escolha dos temas leva em consideração a fundamentação bíblica, a Doutrina Social da Igreja e as encíclicas papais. Além disso, a Igreja leva as pessoas a pensarem em formas de solucionar o problema com iniciativas e gestos concretos.

Vale salientar que ao longo dos anos, as campanhas tornaram-se um grande instrumento de evangelização e conversão, visto que propõem estudo, oração e ação. Temas como exclusão social, violência, defesa da vida, saúde, juventude, drogas, encarcerados, ecologia, etc. já foram amplamente vivenciados no seio da Igreja e trouxeram à tona da sociedade grandes debates, propiciando importantes contribuições, frutos de conversão e mudanças de atitudes. Como gesto concreto, a Igreja propõe a Coleta da Solidariedade, realizada no Domingo de Ramos, ocasião em que as comunidades e paróquias destinam as doações para os Fundos Nacionais e Diocesanos de Solidariedade, conforme a orientação da Igreja, sendo que, 60% desses recursos ficam nos fundos diocesanos e 40% vão para o fundo nacional, o que permite que instituições como a Cáritas possam desenvolver diversos projetos em todo o país.

Neste ano, a Campanha da Fraternidade trouxe como tema e lema: Fraternidade: Biomas Brasileiros e Defesa da Vida, o lema é inspirado na citação de Gênesis 2, 15 “O Senhor Deus tomou o homem e colocou-o no jardim do Éden para cultivá-lo e guardá-lo”. Assim como Deus confiou em Adão para cuidar da obra da criação, a Igreja nos propõe o cuidado com a natureza, visto que a degradação ambiental tem sido uma triste realidade no mundo. A campanha deste ano está em consonância com a Encíclica do Papa Francisco, Laudato Si, que nos desafia a cuidar da natureza, o grande presente de Deus. O debate ecológico já foi tema de outras campanhas, mais recentemente em 2011 – Fraternidade e vida no planeta e agora, em um curto espaço de tempo (6 anos) o cuidado com a natureza novamente é refletido, porém chamando a atenção para os biomas brasileiros, que clamam por mais conscientização e preservação.

No Brasil temos os seguintes biomas: Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Pantanal e Pampa. Vale salientar que, boa parte dos biomas é vista como grande fonte de renda para diversos empresários, que visam à exploração, muitas vezes desenfreada, o que traz o consequente desmatamento, que gera o desequilíbrio ecológico que ameaça a vida do homem do campo, das plantas, dos animais…

Cuidar da casa comum é dever de todos, assim como um pai amoroso que deixa uma herança para os filhos, Deus nos deixou de presente a natureza com água em abundância, plantas, frutos, aves, peixes e animais. Por isso, devemos zelar e cuidar da natureza. “Todos podemos colaborar, como instrumentos de Deus, no cuidado da criação, cada um a partir da sua cultura, experiências, iniciativas e capacidade.” (Laudato Si)

Macileide Passos Alves

(Missionária – Comunidade Mãe Imaculada)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: