Nossa Senhora e o terço estão derrotando os terroristas da Nigéria?

Corajosa campanha do rosário, capitaneada pelo bispo dom Oliver Dashe Doeme, está dando resultados assombrosos

Há cerca de sete anos, o grupo terrorista islâmico Boko Haram, da Nigéria, intensificou uma sanguinária campanha jihadista para implantar naquela região da África um novo califado em que imperasse a sharia, ou lei islâmica estrita. Desde então, os fanáticos assassinaram dezenas de milhares de pessoas e provocaram a espantosa fuga de nada menos que 2 milhões de cidadãos da região nordeste do país.

O governo da Nigéria anunciou em várias ocasiões que tinha derrotado o grupo, mas, em pouco tempo, os covardes atentados recomeçavam com enorme virulência, desmentindo as versões oficiais de suposta retomada do controle e levando a população a acusar o próprio exército de ineficiência.

Nos últimos meses, porém, o vizinho Níger confirmou que dezenas de membros do Boko Haram fugiram da Nigéria e se entregaram às autoridades do sul do país, de acordo com informações da agência Reuters. No final de 2016, outras centenas de terroristas já tinham se rendido às autoridades do também vizinho Chade.

Não se trata de uma derrocada final: o Boko Haram continua agindo e aterrorizando principalmente as populações que vivem próximas do Lago Chade, na fronteira entre esse país, a Nigéria e Camarões. Mesmo assim, é notável a perda de territórios e de poder da sanguinária horda de fanáticos.

O que tem acontecido?

Para o jovem e corajoso bispo dom Oliver Dashe Doeme, é evidente a intervenção de Nossa Senhora.

Enquanto o terror dominava o território da sua diocese de Maiduguri, considerada a “capital” do Boko Haram, ele brandia uma arma de “grande poder de fogo”: a oração do rosário, em súplica pelo fim daquele flagelo diabólico. O bispo não tinha medo de sair às ruas “armado” de batina, cruz peitoral e terço em punho, inspirando respeito até mesmo entre os muçulmanos da região.

Ele próprio contou que, em 2014, enquanto rezava o terço em sua capela privada, teve uma visão em que Jesus convocava os católicos a rezarem o terço contra o terrorismo do Boko Haram. Agora que a insurgência do grupo terrorista vem sofrendo uma inesperada e forte redução, o povo se volta a dom Oliver e ele afirma que todo o mérito é de Nossa Senhora.

Os milicianos do Boko Haram estavam por toda parte. Agora eles não estão mais em lugar nenhum. O Boko Haram será liquidado logo, principalmente por causa das orações do nosso povo”, declarou o bispo ao Catholic Herald. “À medida que abrimos espaço para Nossa Senhora, em especial na oração do rosário, que é a devoção mariana mais praticada, nós saímos vitoriosos”.

Dom Oliver convocou escolas, famílias e paróquias da diocese a rezarem o rosário todos os dias e, em declaração ao Catholic Herald, afirmou que o rosário “fez maravilhas e libertou nações”. O bispo nigeriano citou como exemplo a célebre batalha de Lepanto, de 1571, quando as forças navais católicas derrotaram uma frota do Império Otomano muito mais numerosa.

Mas reforçamos: o Boko Haram ainda não foi derrotado definitivamente e continua martirizando em especial o povo do nordeste nigeriano. Devemos continuar firmes na batalha do rosário e da pressão pública pela proteção dos cidadãos em contínuo perigo de tortura e morte.

                                       Aleteia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: