Fomos curados graças às suas chagas

Contemplar um crucifixo no altar é algo que muitos cristãos fazem, mas refletir sobre a Paixão de Cristo é algo diferente, pois precisamos mergulhar profundamente no mistério do sacrifício perfeito de Cristo, que na cruz morreu para nos salvar e remir a humanidade da culpa pelo pecado.

A bíblia narra, desde o livro do Gênesis, que era um costume do povo de Deus oferecer sacrifícios e oblações ao Senhor. Ao longo da história Deus suscitava no meio do seu povo muitos homens que anunciavam sua palavra como os patriarcas, juízes, profetas e reis, porém suas ofertas e sacrifícios eram imperfeitos porque não podiam trazer a salvação, mas “Com efeito, de tal modo Deus amou o mundo, que lhe deu seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3, 16). E assim, com a vinda de Jesus, Deus nos dá uma grande oportunidade – a graça da remissão dos pecados. A missão salvífica de Jesus tem como ponto central o amor, pois Ele se doou livremente e na cruz se entregou para nos dar a vida. A morte na cruz foi por cada cristão, Ele pagou pelos nossos pecados e por isso foi castigado e humilhado.

“Quem poderia acreditar nisso que ouvimos? A quem foi revelado o braço do Senhor? Cresceu diante dele como um pobre rebento enraizado numa terra árida; não tinha graça nem beleza para atrair nossos olhares, e seu aspecto não podia seduzir-nos. Era desprezado, era a escória da humanidade, homem das dores, experimentado nos sofrimentos; como aqueles, diante dos quais se cobre o rosto, era amaldiçoado e não fazíamos caso dele. Em verdade, ele tomou sobre si nossas enfermidades, e carregou os nossos sofrimentos: e nós o reputávamos como um castigado, ferido por Deus e humilhado. Mas ele foi castigado por nossos crimes, e esmagado por nossas iniquidades; o castigo que nos salva pesou sobre ele; fomos curados graças às suas chagas”.(Isaías 53, 1-5)

O texto do profeta pode ressoar forte para algumas pessoas, mas narra o sofrimento de Cristo. Na cruz Jesus se doou pelos bons e pelos maus… Foi considerado “a escória”, ou seja, aquilo que havia de pior, sofrendo uma punição reservada apenas aos maiores criminosos da época, assim como acontece nos países onde infelizmente ainda há pena de morte. Sua situação e aparência causaram na maioria das pessoas os piores sentimentos – desprezo, pena, desdém, descaso… Mas tudo isso foi por amor e e ainda por uma causa maior – para nos curar por meio de suas chagas. Nos curar da chaga do pecado, do egoísmo e de tudo que nos impede de viver plenamente os planos de Deus em nossas vidas.

A paixão de Cristo é um grande mistério de fé que foi capaz de mudar o rumo da humanidade… E a nossa grande alegria é saber que Jesus triunfou sobre a morte e sobre o pecado. Ao terceiro dia, o mundo pode exultar alegremente no grande Aleluia, dizendo alegremente: Ressuscitou!

Que possamos aprender a valorizar e exaltar o grande mistério da cruz! E, sobretudo, manter o coração grato a Jesus que nos salvou e curou da chaga do pecado pelo sangue precioso derramado na cruz.

Macileide Passos Alves

Missionária – Comunidade Mãe Imaculada

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: